SHIH
Características da Raça Shih-Tzu
 
As Cores da raça Shih-Tzu
 
Shih-Tzu Ele é exatamente aquele cachorro que todo mundo quer apertar, chamar de fofura e carregar no colo, simplesmente "fofo". O Shih Tzu era mantido na Corte Imperial Chinesa como cão de estimação e alarme de exclusividade do Imperador.

Mas na verdade é o maior companheiro familiar, amigo, brincalhão e muito carinhoso. Em termos de beleza o Shih-Tzu não deixa por menos, esbanja charme e muita classe. O nome Shih Tzu deriva de um animal existente na Mitologia Chinesa, o Cão-Leão, como divindade e, os cãezinhos passaram a receber o mesmo respeito. O Shih Tzu foi apresentado na Inglaterra e EUA em 1930.

O temperamento é de suma importância na criação, algo que o Shih-Tzu tem de melhor...um temperamento adorável. O charme e as virtudes do Shih Tzu o colocam no topo da preferência na segunda maior cinofilia do mundo em número de cães registrados, o Japão, país que se destaca pelo imenso interesse em cães peludos. Lá, das dez raças mais populares, seis têm pêlos longos e outras duas: Dachshund e o Chihuahua - também são muito populares em suas versões de pêlo longo.

E, mesmo em plena "terra de peludos", o Shih Tzu lidera disparado, garantindo há anos a posição da raça com maior número de nascimentos registrados. As explicações que justificam tamanho sucesso vêm direto de Tóquio. Há uma soma de várias qualidades que resulta na maior popularidade do Shih Tzu sobre as demais raças. É claro que a aparência tem um papel relevante. Pelagem longa é um grande atrativo.

Mesmo quando tosado - maneira como muitos proprietários mantêm seus exemplares - o Shih Tzu permanece com o aspecto peludinho. A cara achatada, a Cabeça arredondada (globulosa) e os olhos grandes e brilhantes são elementos estéticos que despertam muita simpatia por parte dos japoneses. A fórmula da fama via além do que os olhos podem ver. O estilo de vida do povo nipônico encontra grandes vantagens no Shih-Tzu.

O tamanho reduzido da maior parte das moradias é um bom exemplo. O Shih-Tzu vive perfeitamente bem em locais pequenos, se enquadrando nas necessidades do japonês.

As longuíssimas jornadas de trabalho compartilhadas pela parcela mais significativa da população japonesa, significam pouca disponibilidade de tempo. Ponto a favor do Shih-Tzu, que se revela um fantástico aliado de gente ocupada e que fica pouco em casa. Além de não exigir passeio, pois seu tamanho permite que se exercite em casa por conta própria, ele fica sozinho sem estragar objetos e sem fazer barulhos que possam incomodar os vizinhos.

O estilo interativo de o Shih Tzu fazer companhia aos seus donos quando eles estão em casa, deve ser exaltado, pois ele tem espírito alegre, mas se molda ao humor das pessoas, proporcionando-lhes ambiente calmo, quando não estão a fim de brincar. Para completar, o Shih-Tzu tem uma Característica que todo mundo aprecia: o Shih-Tzu adora ficar no colo, pelo tempo que o dono quiser. De fato, o Shih-Tzu é tão bom nisso que, segundo alguns artigos especializados e recentes, diversos especialistas em raças pequenas e peludas, o elegeram como o melhor de colo.

O super aumento de popularidade do Shih-Tzu no Brasil é um indicador daquilo que já dizem os proprietários e os criadores da raça: "Ele é um cão repleto de virtudes." O Shih-Tzu sobressai às demais raças em vários itens. Ele se consagrou como a raça canina mais sociável com as pessoas da casa e com as visitas. Também é muito apreciado pela alta interação com a família e com outros animais. Ou seja, ele é um "expert" na hora de dosar o seu comportamento conforme o temperamento de cada membro da família.

Os que querem brincar terão nos Shih-Tzu ótimos companheiros para essas horas, mas se estas mesmas pessoas desejarem ficar compenetradas em alguma tarefa, eles respeitarão essa atividade sem insistir para realizar brincadeiras. Por essa Característica do temperamento, entre as raças analisadas, ele foi um dos que menos manifestou "dominância" com as pessoas da família. Ficar sozinho em casa. Ficar sozinho em casa sem ser destrutivo e sem latir ou chorar, capacidade apontada como especial no Shih-Tzu. É claro que os cães não gostam da solidão, mas algumas raças se adaptam melhor que outras. Um dos motivos que favorecem mais o Shih-Tzu a ficar sozinhos é o seu grau de atividade. Ele foi considerado o menos ativo entre as raças caninas congêneres. Ele não fica fazendo bagunça, ainda que adore circular pelo espaço em que está. Mais uma vantagem da raça é o fato de latir menos.

Quando late, o Shih-Tzu pára rapidamente, algumas outras raças de pêlo longo latem continuamente. O pouco que ele late já basta para o dono saber da presença de estranhos. Como companheiro para passeios de carro, o Shih-Tzu não fica impaciente e nem latindo na janela, e tem a aptidão natural de promover a interação com os donos - comportando-se de acordo com o humor dele - e, sempre apresentando estabilidade emocional. Ou seja, mantêm um padrão estável de comportamento.

No relacionamento com as crianças são sociáveis, desde que respeitados. O grau de obediência do Shih-Tzu é considerado bom. Por ser muito inteligente o Shih-Tzu desenvolve um comportamento que exige poucas repreensões. Por ser orgulhoso não gosta de levar broncas, por isso ele evita fazer coisas que deixem o dono bravo. Não é à toa que o Shih-Tzu é o único cão na cinofilia que é classificado como "Cão palaciano" . Outro ponto positivo da raça é o fato de ser higiênico.

É um cão cuidadoso, que não espalha a comida e não derruba água. É um cão de hábitos de higiene, pois sempre faz as necessidades no lugar certo e não suja o piso enquanto come. Shih-Tzu aprende facilmente e rapidamente o local designado pelos donos para ele fazer xixi.


Topo